desmaio

Desmaio: o que fazer para socorrer a vítima?

Desmaio: o que fazer para socorrer a vítima?

O desmaio é um sinal de que algo não vai bem no corpo humano. Quando algum amigo, familiar ou até mesmo um desconhecido “cai para trás”, muitos ficam sem reação. Quem está perto de uma pessoa que sofreu esse mal súbito pode adotar algumas ações importantes para socorrer a vítima. Fique atento às informações a seguir para não ser surpreendido, caso assista a este episódio!

O que é o desmaio?

A síncope, conhecida como desmaio, é a perda repentina da consciência e da capacidade de ficar em pé (tônus postural). Ela é seguida de uma recuperação rápida e completa.

A ocorrência, em si, não se trata de uma doença. Entretanto, ela pode dar pistas da existência de problemas de saúde como, por exemplo, doenças cardiovasculares, distúrbios no metabolismo, uso de remédios em alta dosagem e até mesmo de transtornos neurológicos.

É possível que ocorra, também, por motivos emocionais, como cansaço exagerado, nervos à flor da pele e estresse.

Sintomas

Antes do sistema imunológico provocar o desmaio, alguns sinais são aparentes, na grande maioria dos casos, como palidez, suor frio, dor de cabeça, respiração lenta, diminuição da capacidade auditiva e alterações na visão, que pode ficar turva.

Principais cuidados

As principais lesões decorrentes de um desmaio acontecem quando a pessoa cai sobre algum objeto, ou de forma muito agressiva e intensa sobre o chão. Tal impacto pode gerar traumatismos e fraturas ósseas.

Com isso em mente, é importante, ao observar que alguém irá desmaiar, fazer movimentos para que a queda não aconteça de forma brusca, ou que provoque um machucado mais grave. Afaste a pessoa de locais perigosos, como janelas, escadas, ferramentas, entre outros itens.

É fundamental, ainda, que o espaço fique arejado, para facilitar o acesso ao oxigênio e não haja interrupção da respiração. Após o desmaio, é indicado que se coloque a pessoa deitada de lado e, se possível, com as pernas mais elevadas que o tronco, para auxiliar o fluxo sanguíneo. Muito importante salientar: quanto mais gente em volta da vítima, pior para a recuperação da síncope. Isso restringe a circulação do ar e, consequentemente, prejudica o retorno à consciência.  

Se o desmaiado estiver usando roupas apertadas, ou acessórios pesados, tente abrir os primeiros botões da camisa, retirar blusas de frio e sapatos, além de desobstruir toda a pressão que possa haver sobre o corpo. Não precisa deixar o sujeito sem roupa, ok?

Diagnóstico e tratamento

Como citado anteriormente, a causa do desmaio sinaliza a necessidade de investigar as condições de saúde o quanto antes. O médico fará uma inspeção cuidadosa, por meio de exames bioquímicos e de imagem, para checar se está tudo bem, principalmente com a saúde neurológica do paciente. O tratamento indicado será de acordo com os motivos que desencadearam o desmaio.

Então, recapitulando, para ajudar alguém que sofreu um desmaio: evite que a pessoa caia bruscamente sobre o chão, ou sobre objetos perfurocortantes. Não deixe outras pessoas se aglomerarem em volta do desmaiado. Abra janelas e permita a circulação do ar e, se necessário, chame um serviço de emergência.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como neurologista em Brasília.

Posted by Dr. Heitor Felipe Lima in Todos