sonolência excessiva

6 causas da sonolência excessiva

O sono é um dos fatores mais importantes para o bom funcionamento do organismo. Quando você hiberna, seu corpo literalmente coloca a casa em ordem. Nesse intervalo, hormônios são secretados pelo organismo, o sistema imunológico é fortalecido, a memória é consolidada e cada célula se ajeita para continuar aguentando o batente. Se essa conta não fecha, uma das consequências possíveis é a sonolência excessiva. Vamos descobrir seis causas para esse problema?

Causas da sonolência excessiva

1# Privação crônica de sono

O primeiro motivo é óbvio: se a pessoa não dorme direito, é impossível se sentir restaurada no dia seguinte. Isso pode acontecer, por exemplo, com mulheres nos primeiros dias após o parto, com trabalhadores de dois empregos, que comprometem uma fatia considerável das horas de sono. Também é comum em estudantes que estão correndo para entregar um trabalho importante e ficam acordados até tarde, ou com aqueles que se deitam em colchão desconfortável e, de quebra, convivem com vizinhos barulhentos.

2# Apneia do sono

Um a cada três brasileiros conhece de perto esse problema, que vai muito além do ronco. A apneia causa o esforço respiratório, que deixa o sono fragmentado e de má qualidade. O principal fator de risco para apneia do sono é a obesidade. Os homens, em geral, são duas vezes mais propensos a desenvolver a doença do que as mulheres.

3# Depressão

Em média, 80% dos pacientes depressivos apresentam alterações nos padrões quantitativos e qualitativos de sono. A maioria sofre com insônia, despertares noturnos frequentes, descanso insuficiente e sonhos perturbadores. Esse cenário, claro, gera hipersonolência diurna, quando o corpo até fica de pé, mas sem condições plenas de funcionamento.

4# Deficiência vitamínica

Duas vitaminas podem estar em níveis baixos, quando existe sonolência excessiva. A primeira delas é a B12, que em conjunto com o ácido fólico (B9) ajuda a manter o ferro no corpo, além de auxiliar a produção de glóbulos vermelhos. A segunda é a vitamina D, que é obtida majoritariamente durante a exposição solar e que controla 270 genes.

5# Distúrbios na tireoide

Se compararmos o tamanho da glândula tireoide com o tamanho de outros órgãos do corpo humano, podemos pensar, à primeira vista, que ela não é tão importante assim. Seu peso aproximado é de 15 a 25 gramas (no adulto). Engano! Essa “borboletinha” interfere em absolutamente tudo no organismo. Por isso, ela precisa estar em perfeito estado de funcionamento para garantir o equilíbrio e harmonia do organismo. Quem sofre de hipotireoidismo, quando a doença não está controlada, esbarra com um sono quase incontrolável.

6# Narcolepsia

Neste caso, mesmo que a pessoa durma bem, ela irá ter sonolência excessiva no decorrer do dia. Este problema, que pode ser confundido com desatenção, depressão e crise convulsiva, acontece devido à destruição autoimune do neurotransmissor hipocretina, no hipotálamo lateral. Isso ocorre em pacientes com risco genético. Esse hormônio age na regulação do sono, sobretudo na fase do sonho.

Quer saber mais sobre sonolência excessiva? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como neurologista em Brasília.

Comentários

Posted by Dr. Heitor Felipe Lima