dor de cabeça no trabalho

Por que acontece e como se livrar da dor de cabeça no trabalho?

A dor de cabeça é uma das dores mais comuns. Afeta cerca de 40% da população mundial. Também conhecida como cefaleia, para algumas pessoas, é esporádica. Para outros tantos, é crônica, a ponto de fazer parte da rotina do indivíduo, inclusive durante o expediente de trabalho.

Não é raro ouvir relatos de profissionais que apresentam sintomas incômodos, como fadiga, falta de concentração, baixa produtividade e a típica dor de cabeça.

Para saber por que essa dor é tão frequente no ambiente e horário de trabalho, leia o artigo, conheça as possíveis razões para o problema e saiba como evitá-lo.

Por que acontece a dor de cabeça no trabalho?

A dor de cabeça pode ocorrer no ambiente e horário trabalho por diferentes motivos, como excesso de pressão e cobranças profissionais, centralização de tarefas e sobrecarga de trabalho, ansiedade para o cumprimento de prazos, agenda intensa e ritmo acelerado.

Outros aspectos que podem contribuir para o surgimento de dor de cabeça no trabalho são os problemas com colegas, privação de sono na noite anterior, permanência na mesma posição por um tempo prolongado, uso demasiado de aparelhos eletrônicos, como o computador, cansaço muscular, fadiga nos olhos, período longo em jejum e desidratação.

Embora seja um sintoma comum, a dor de cabeça, seja leve ou intensa, não deve ser desconsiderada. Mesmo que as principais causas não sejam preocupantes e apresentem fácil solução, é necessário investigar se há alguma doença subjacente provocando essa manifestação física.

Como evitar a dor de cabeça no trabalho?

O ambiente de trabalho é onde passamos boa parte do dia, por isso, ele precisa ser agradável e saudável. Faça o possível para que seu local de trabalho – independentemente de ser um escritório, uma sala de aula ou galpão – seja limpo e tranquilo. É recomendável, também, estabelecer pequenas pausas durante o dia para se alongar, se alimentar, beber água, ir ao banheiro, etc.

Procure dormir bem e aproveitar os momentos de folga para descansar e se divertir. Evite levar trabalho para casa ou problemas domésticos para o trabalho. Fuja das sobrecargas, aprenda a delegar tarefas e organizar o seu dia para evitar o acúmulo de trabalho e o nocivo hábito de procrastinar. O jejum prolongado deve ser evitado, assim como o excesso de proteínas, alimentos estimulantes e industrializados. Até o cafezinho deve ser consumido com moderação. Em demasia, o café pode aumentar a irritabilidade, piorar a dor de cabeça e provocar taquicardia.

Inclua a prática regular de exercícios físicos na sua rotina, pois o sedentarismo é um verdadeiro inimigo de quem tem propensão a apresentar dor de cabeça. Para não atrapalhar os outros compromissos ou prejudicar a logística cotidiana, é interessante procurar uma academia ou espaço aberto para se exercitar perto de casa ou do trabalho.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como neurologista em Brasília.

Comentários

Posted by Dr. Heitor Felipe Lima